3 de nov de 2015

Tá valendo a pena?

grunge, sky, and pink imagegrunge, sky, and pink image

É que eu deixei algo certo por um futuro incerto e só agora percebo que recomeçar do zero é mais difícil do que parece. Eu não sei se evolui alguma coisa até agora. Porque pra mim eu continuo a mesma de antes, não sou uma pessoa melhor. E pouca coisa mudou além do fato de eu estar vivendo em outro país. Eu continuo passando todo o meu tempo livre trancada dentro do quarto. A diferença é que no Brasil eu ainda tinha amigos pra vez ou outra sair de casa e ir em algum lugar, aqui, se eu quiser ir em algum lugar é sozinha. Odeio estar sozinha, odeio me sentir só. Não sou tão independente quanto pensei que fosse, eu preciso de alguém, entende? Alguém pra me segurar. Uma âncora. Sei que dizem "seja sua própria âncora" mas é mais fácil falar do que fazer. Sem alguém para me apoiar eu estou caindo aos pedaços. Vez ou outra tento fugir, mas para onde? Sentar nas escadas de incêndio não é exatamente uma fuga. Correr dos problemas é burrice mas eu não sei o que fazer. Não é só os problemas com as manias francesas que me irritam, a língua ou a comida, são os problemas internos também. Porque vez ou outra algo bom acontece mas tem tanta coisa ruim também que me faz pensar "Tá valendo a pena?" e eu sei lá se tá ou não valendo a pena, só sei que pro Brasil também não quero voltar, porque enquanto eu tiver aqui não preciso me preocupar com todos os problemas que deixei por lá, mas enquanto eu tiver aqui não dá pra fugir dos problemas daqui, então, o que eu deveria fazer? Mudar de país de novo? Pra que? Vai surgir problemas por lá também, parece que essas coisas me caçam. O problema deve ser eu. Eu queria dar uma melhorada, sério mesmo, juro que quero mas não faço ideia de por onde começar, é tanta coisa pra consertar que nem sei por onde começo e onde termino. Gostaria de começar sendo mais agradável, simpática, menos tímida, menos infantil mas até agora tô sendo a mesma Thayná velha de sempre e eu odeio isso porque esse intercâmbio era pra supostamente ser o ano em que tudo mudaria, em que nasceria um novo eu, o ano em que eu poderia ser quem eu quisesse, mas porra eu nem sei quem eu quero ser, não faço a mínima ideia do que quero pra vida. Eu queria só ficar sentada esperando pelas coisas acontecerem, mas isso de ficar aguardando pelas coisas é o que tá me matando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe uma opinião sobre o que achou da postagem. Volte sempre.


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©